[K-DRAMA] Man To Man

terça-feira, junho 20, 2017

Olá, gente!! Depois de uns bons meses voltei com resenha de drama coreano. 
Man To Man (맨투맨) é um drama sul-coreano de 16 episódios que foi transmitido pela emissora JTBC entre 21 de abril e 10 de junho de 2016. Esse drama foi transmitido mundialmente com parceria com a Netflix, que disponibilizava o episódio assim que era transmitido na Coreia. O drama teve como roteirista Kim Won Seok (Descendants of the Sun) e o diretor foi Lee Chang Min (Remember - War of the Son).

Sinopse
O Drama fala sobre o agente secreto Kim Seol Woo (Park Hae Jin) e o popular ator Yeo Woon Gwang (Park Sung Woong). Seol Woo, em uma de suas missões secretas, deverá ser guarda costas do ator Woon Gwang, que é famoso por interpretar vilões. Aparentemente uma missão simples, porém, por trás dela deverá investigar um grande caso de corrupção política envolvendo uma grande corporação.

Personagens

Song Mi Eun (Chae Jung An):  Ex-Miss Coreia e esposa de Mo Seung Jae. Teve um relacionamento com Yeo Woon Gwang porém o mesmo foi desfeito quando casou com Mo Seung Jae. Tem um filho que é muito fã do Morte Negra, personagem interpretado por Woon Gwang em um de seus filmes mais famosos. 

Yeo Woon Gwang (Park Sung Woong): É um famoso ator de filmes de ação que ates de ter tal profissão era dublê, conhece bastantes lutas marciais. Apesar de seu relacionamento com Mi Eun ter acabado, ele ainda é bastante apaixonado por ela. Um ator com algumas exigências, como só tomar café de um determinado local e não beijar em suas cenas. 

Kim Seol Woo (Park Hae Jin): Agente secreto da SNI de altíssima capacidade, até mesmo um detector de mentiras consegue ser enganado por ele. Super profissional, tem a técnica perfeita para desaparecer assim que a missão a qual foi designado acabar. Depois do desaparecimento de um dos agentes da SNI, foi designado como guarda-costas de Woon Gwang.

Cha Do Ha (Kim Min Jung): É a empresária do Woon Gwang e fã número 1 do mesmo. Sua vida gira em torno do ator, sendo sempre muito protetora e dedicada. Tem uma relação conflituosa com seu pai que vira e mexe estava fugindo por não pagar suas dívidas ou está preso.  

Mo Seung Jae (Yeon Jung Hoon): Herdeiro de uma grande empresa, após a morte de seu pai, tem um grande objetivo de encontrar as três esculturas de madeira. Sabe do antigo relacionamento de Woon Gwang e Mi Eun, torce para que o ator não tenha sucesso em sua vida, já que a esposa ainda é apaixonada por ele.

Lee Dong Hyun (Jeong Man Sik): Promotor que ainda mantém vínculo com a SNI e é o mais próximo de Seol Woo, dividindo um QG secreto com o mesmo, onde arquitetam planos para o desenvolvimento das missões que lhes são passadas. 


Minha Opinião (Pode conter Spoilers!!!)

  • Bom, muito dificilmente eu teria assistido esse drama se não tivesse sido transmitido pela netflix. O elenco e a premissa não me chamou atenção, mas dei uma chance já que não ia dar trabalho ficar procurando para assistir e eu assistiria direto pela televisão. Não me arrependi de ter assistido, esse drama me fez companhia durante semanas depois do meu almoço, mas também tá longe de ter sido um dos meus dramas favoritos.
  • Tirando no máximo os 4 episódios finais, eu tive um grande problema com a Cha Do Ha. Pensei em desistir várias vezes por causa dela, mas segui firme. A personalidade da personagem me deixou completamente irritada, ela agia mais como uma adolescente do que como uma adulta, e não foi uma vez ou outra, era frequentemente. Não sei dizer se o problema pode ter sido, na verdade, da qualidade de  atuação da atriz pois foi o primeiro drama que assisti da mesma, mas não conseguiu me deixar com vontade de ver outro trabalho dela.
  • Eu fiquei meio perdida em um pedaço do drama, sem entender qual era o real motivo deles quererem pegar as três esculturas e achei um pouco enrolado esse ponto do drama, mas acabou sendo bem esclarecida a importância lá pelos últimos episódios.
  • Não consegui me conectar ao Kim Seol Woo, parecia que tava falando algo para me apegar ao personagem, porém, ele teve seus pontos altos. Não dava para não torcer pelo bem do Yeo Woon Gwang e do promotor Lee Dong Hyun, eu estava morrendo de medo de acontecer algo muito ruim e irreversível com um deles.
  • Uma coisa que me deixou meio desanimada com o decorrer dos episódios foi a falta de química do casal. Eu sei que o drama é de ação e não um romance, mas dava para ter desenvolvido mais o relacionamento deles sem perder o foco do plot principal. Não consegui torcer pra eles ficarem juntos, tirando raras cenas, não tinha romance ali, parecia que era um casal apenas por considerarem ser obrigatório um casal no drama.
Nossa Mariana, você não está sendo um pouco radical? Talvez hahaha. Mas não é só de críticas que viverá esse drama. Vamos aos pontos positivos.

  • A OST desse drama é muito boa. Eu achei que ia acabar passando em branco mas acabei ficando uns bons dias cantarolando ela pela casa. Minhas músicas favoritas são: Full of Wonders do VROMANCE, You Are the Reason do Huh Gak (que nunca decepciona quando participa de OST de drama),  Open Your Ming do Mamamoo, Aurora da Yangpa e Map of Heart do Standing Egg. Não deixe de ouvir a OST nessa playlist do Spotify!





  • Apesar das críticas que fiz nos parágrafos acima, eu me vi presa à história. Na reta final eu contava os dias pra sair episódios novos. Uma coisa muito boa desse drama é que tem reviravoltas muito boas, eu fui surpreendida algumas vezes, principalmente nos últimos episódios e queria muito saber como tudo ia terminar.
  • Um personagem que me cativou foi o pai da Cha Do Ha, o Cha Myeung Seok (Shin Byeong Se). Quando ele apareceu eu já pensei que não ia gostar, e não fui com a cara dele por algum tempo, mas o personagem amadureceu bastante no decorrer dos episódios. Ele queria muito ficar ao lado do Candidato à Prefeito de Seul, Baek In Soo (Cheon Ho Jin), e eu estava com receio dele acabar se metendo em problemas por causa disso, mas isso não aconteceu e ele mostrou que poderia ser um bom pai e um homem responsável apesar do seu passado.  
  • O relacionamento da Song Mi Eun com Mo Seung Jae só me deixava nervosa, ele tratava ela tão mal no começo do drama porém, ele acabou confiando nela e contando os segredos da empresa e seus planos para a mesma. Com a reviravolta da personagem na reta final eu estava esperando um final diferente para o casal, mas depois que refleti sobre o drama nos dias seguintes após o fim consegui entender o que o autor queria passar com o final que deu aos dois, pois, apesar de tudo, um se importava demais com o outro. E sim, shippei errado, mas o amadurecimento dos personagens é mais importante do que um otp, não é mesmo?
  • Gostei bastante de como o drama trata  a questão do ser humano ser corrupto e que não é algo que acontece apenas no ramo da política, a corrupção está presente até no meio de órgãos que deveriam combater tal conduta. Dentro dessa crítica fala-se também sobre o que é mais importante, a honra ou o dinheiro e isso foi muito bem trabalhado em todos os momentos que tal conflito estava presente na vida de um dos personagens do drama.
Se você gosta de drama de ação com trama de corrupção envolvida, recomendo que assista, caso os pontos negativos que eu tenha relatado não sejam um problema para sua diversão enquanto assista! 

Onde assistir

Netflix

Obrigada por ter lido essa resenha de Man To Man, em breve falarei mais sobre dramas coreanos aqui no blog. Não esqueça de deixar seu comentário com sua opinião sobre o drama ou falando se assistirá!

You Might Also Like

0 comentários