Como eu era antes de você (livro+filme)

sexta-feira, abril 27, 2018


Em "Como eu era antes de você", Lou Clark é uma jovem cheia de vida e espontaneidade, que sabe uma porção de coisas .Ela sabe quantos passos separam sua casa do ponto de ônibus. Sabe que adora trabalhar como atendente em um café e sabe que provavelmente não ama seu namorado, Patrick. O que Lou não sabe é que está prestes a perder o emprego, e que isso a obrigará a repensar toda sua vida.
Will Traynor, por sua vez, sabe que o acidente com a motocicleta tirou dele a vontade de viver. Ele sabe que o mundo agora parece pequeno e sem graça, e sabe exatamente como vai dar um fim a tudo isso. O que Will não sabe é que a chegada de Lou vai trazer de volta a cor à sua vida. E nenhum deles desconfia de qu esse encontro irá mudar para sempre a história dos dois.

Comprei o livro no Sebinho e resolvi ler em março, já que queria assistir logo ao filme e me surpreendi bastante. Achei que seria mais um romance clichê (não que não tenha clichês no mesmo), mas ele é bastante reflexivo.

Lou Clark é uma jovem garota de 26 anos que se vê desempregada após o fechamento do café em que trabalhava como atendente. Após isso e vendo a necessidade de precisar ajudar financeiramente, procura outros empregos mas sem sucesso, porém, um certo dia lhe é ofertada uma vaga para cuidadora. Lou terá que cuidar de um homem que ficou tetraplégico após um acidente de motocicleta, poderia não ser tão complicado, mas Will Traynor é ranzinza e possui um humor bastante ácido.
Sempre bastante dedicada, Lou dava o seu melhor para fazer com que os dias de Will fossem melhores, apesar de ser constantemente ignorada e mal tratada pelo mesmo. Após conhecer mais sobre Will e suas vontades em relação a sua vida, Lou vê-se encarregada de fazê-lo ver o quão é bom viver e que mesmo que para ele pareça algo difícil, não seria impossível ter uma vida agradável.




Enrolei um bom tempo para começar a ler esse livro já que sabia o final do mesmo. Comecei a ler por querer assistir ao filme. No começo fiquei um pouco irritada com a forma que a autora descrevia tudo, porém no decorrer da leitura comecei a achar ótimo, parecia que eu estava realmente dentro da história, espiando os personagens.
Adorei ver a dinâmica da família da protagonista, ela estava sempre presente, nenhum familiar ficava de fora da rotina dela. As atitudes do pai que fazia piadas sobre Louisa, a mãe que tem uma atitude que não me agradou no final do livro, os tornam bem humanos, pois é possível imaginar alguém que você conheça agindo exatamente como eles.Gostei de ver a relação da Lou com a irmã, era uma relação verdadeira, havia brigas, ciúmes, mas quando mais precisavam sempre apoiavam uma a outra.
Em relação ao namorado da Louisa, em momento algum do livro fui capaz de sentir empatia por ele. Ele praticamente se importava apenas com a vida dele, não se importava em dedicar um pouco de atenção para a namorada, tinha até algumas atitudes que era possível perceber que o que ele fazia em relação a ela era algo forçado.
A relação dos pais de Will com o mesmo é bem interessante de se observar, principalmente vendo o lado da mãe super protetora que passa toda a história apreensiva com o medo de perder o filho. O enfermeiro de Will, Nathan, me agradou bastante, ele sempre foi bastante amigo e companheiro em todos os momentos, independentemente do humor dele.
O que mais gostei do livro foi ver a aproximação de Will e Louisa, foi lenta, mas fundamental para o amadurecimento de ambos. Cada um com sua dificuldade, com suas histórias passadas, traumas e condições que não voltariam, fizeram com que eles se tornassem cada vez mais próximos. A amizade em si já era bela, mesmo se não tivesse um romance entre eles, não haveria problema ao meu ver.
Fiquei encantada ao ver como Will incentivava o crescimento da protagonista, fez com que ela parasse de pensar que deveria viver e morrer apenas naquela cidade em que morava, a inspirou a viver a vida ao máximo, não vendo limites para seu crescimento. Para mim essa é uma das principais mensagens do livro, não tenha medo de ir além, você sempre é capaz de mais. E aquele clichê de "Viva a vida!", aquilo de não deixar de viver seus sonhos, de não ter medo de crescer.


Sobre o filme

Logo pós a leitura, fui ver o filme já com um certo receio de como seria a adaptação, já que acontece muita coisa intensa nesse livro. Mas ainda bem que a adaptação teve como encarregada a Jojo Moyes, e foi impecável! Como toda adaptação, sempre há coisas que ficarão de fora, nesse caso, acredito que os cortes feitos foram coerentes, tirando um detalhe ou outro que realmente senti falta. O que eu senti que devia ter sido retratado melhor era como o Will incentivava a Lou a crescer, a educar-se e buscar uma vida melhor, estava implícito, mas como foi uma característica da relação deles que eu gostei, acho que deveria ter sido melhor apresentada.
Não há como negar que o charme de Sam Claflin deixou a aura de Will um pouco mais leve, não o achei tão ranzinza quanto no livro, mas fora isso, a adaptação ficou muito boa. Emilia Clarke foi uma escolha perfeita para o papel de Louisa Clark, conseguiu tirar toda a essência da personagem do papel e transformar em realidade.
o filme de Como eu era antes de você é muito gostoso de assistir, emocionante e dá aquela alegria de ter sido tão fiel ao livro. Recomendo!

Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano: 2013/2016 (a versão que eu li)
Páginas: 320
Gênero: Romance
Onde comprar: Amazon - Saraiva
Nota: ★★★★★

You Might Also Like

0 comentários